Colossenses – parte 1 (aula de 07/08/2011)

[Por Maria Cristina Gomes]

Colossenses é uma das "Cartas da Prisão", escritas por Paulo durante seu cativeiro em Roma (quadro "Apóstolo Paulo na Prisão", de Rembrandt)

Cada uma das epístolas de Paulo tem algum tema dominante, alguma verdade mais saliente. Em Romanos destaca-se a Justificação pela fé, que conduz à total transformação do crente segundo a imagem de Cristo. Em Gálatas contrasta-se a Liberdade Cristã com o legalismo. Em Filipenses é frisada a Alegria Suprema produzida pelo bem-estar espiritual, em Cristo, a despeito das circunstâncias adversas. Em Efésios ressalta a nossa União Mística com Cristo, com a restauração de tudo, através do cumprimento do mistério da vontade de Deus.

E nesta epístola aos Colossenses aparece mais a Grandeza de Cristo, por ser Ele a Cabeça de toda a criação, o que, para o crente, resolve todos os problemas de lealdade.

  • Autor: Paulo (e Timóteo). 1.1; 4.18.
  • Data: 60 ou 61 d.C.
  • Local: Prisão (em Roma ou Éfeso?) (4.3; 4.18).
  • Tema: A supremacia de Cristo
  • Classificação: cristologia (doutrina de Cristo).
  • Texto chave – Colossenses 3:11.
Anúncios

O que estamos estudando no momento

Os estudos da classe de Análise Bíblica se alternam a cada módulo, que dura entre 2 e 3 meses. No momento nossos estudos estão voltados para análise do perfil de importantes figuras bíblicas, a fim de entender como Deus agiu na vida dessas pessoas e que lições e preceito práticos podemos tirar dessas passagens. Entre alguns já estudados temos:

  • Apóstolo João (Evangelho de João, cartas e Apocalipse)
  • Apóstolo Pedro (Evangelhos, Atos e cartas)
  • Evangelista Marcos (Evangelho de Marcos)
  • Evangelista Lucas (Evangelho de Lucas, Atos)
  • Neemias (livros de Esdras e Neemias)

Monumento "A Conversão de Paulo", em Damasco, na Síria

No momento, nosso estudo é sobre o Apóstolo Paulo, o mais prolífico escritor do Novo Testamento, que surge na Bíblia como terrível algoz daqueles que seguiam “O Caminho”, mas veio a se tornar um fiel servo de Cristo e a mais notável figura neotestamentária depois de Jesus. Sobre o  perfil de Paulo, já estudamos:

  • O perseguidor da igreja
  • O chamado de Jesus e a conversão
  • 1ª, 2ª e 3ª Viagens Missionárias
  • I e II Tessalonicenses (cartas escritas durante as 2ª e 3ª viagens)
  • Gálatas
  • I Coríntios
  • II Coríntios
  • Efésios
Nosso estudo atual se volta para as Cartas da Prisão (exceto Efésios, já estudada), escritas enquanto Paulo era prisioneiro em Roma, e as Cartas Pastorais, onde o apóstolo dá orientações aos pastores das igrejas que plantou, aconselha e recomenda bom ânimo a seus colaboradores. Nosso cronograma será:
  • 07/08/11 – Aula inicial
  • 14/08/11 – Colossenses, parte 1 (Cristina)
  • 21/08/11 – Colossenses, parte 2 (Cristina)
  • 28/08/11 – Filipenses, parte 1 (Flávio)
  • 04/09/11 – Filipenses, parte 2 (Flávio)
  • 11/09/11 – Tito e Filemom (Sérgio)
  • 18/09/11 – I Timóteo, parte 1 (Cristina)
  • 25/09/11 – I Timóteo, parte 2 (Sérgio)
  • 02/10/11 – II Timóteo, parte 1 (Flávio)
  • 09/10/11 – II Timóteo, parte 2 (Flávio) – Encerramento do módulo 3/2011
Acompanhe nossos estudos, leia o texto a ser abordado e traga suas dúvidas, questões e discussões para debatermos em sala.

Por que estudar a Bíblia?

Desde que me entendo por “crente”, já presenciei várias pessoas no meio cristão alegando que a Bíblia deve ser interpretada literalmente, “ao pé da letra”, logo, é só seguir o que está escrito lá e pronto. Outros tantos acham se existe alguém que tem interpretar as Escrituras e entregar “mastigado” para a igreja, esse é o pastor e só ele. Mais alguns ainda entendem que é Deus que deve agir como quiser e não cabe aos homens querer conhecer essas coisas (o velho papo de “ler a Bíblia vai te deixar doido!”). Quando falo disso não estou citando igrejas ou denominações Medievais ou agremiações religiosas de séculos passado, mas de igrejas e pessoas do século 21, que entendem que é urgente pregar a Santa Palavra de Deus para um mundo perdido, mas não entendem que esses “perdidos” vivem numa era de globalização, tecnologia avançada, meios de comunicação ultra rápidos, internet, tudo com o objetivo de transmitir a maior quantidade de informações no menor tempo possível. Você já se perguntou por que cristãos de diversas denominações, principalmente evangélicos, são sempre taxados de “ignorantes”, “desinformados” ou “incultos”?

Daí vem a pergunta: Como falar de Jesus, da vontade de Deus e da Sua Palavra sem nem ao menos conhecer o que a Bíblia de fato fala sobre tudo isso? Como dizer que fazemos a vontade de Deus, se nem ao menos estamos dispostos a conhecê-la? Como pregar a Palavra e dizer que tudo que ela contém há de se cumprir se muitas vezes nem sabemos o que foi prometido? O profeta Oséias deixou registrado uma palavra de um Deus preocupado com isso: “O meu povo perece porque lhe falta conhecimento” (Oséias 4:6)

Dava para falar muito mais sobre o assunto, mas meu objetivo aqui é apenas de trazer a sua atenção para a importância do estudo da Palavra de Deus.  O objetivo maior deste blog é despertar naqueles que são servos do Senhor, que estão mesmo dispostos a cumprir o “Ide”, que antes de simplesmente afirmar que a Bíblia é uma poderosa “espada de dois gumes”, é preciso saber usar essa espada. “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade  (II Timóteo 2 : 15)

Encontrei esse pequeno tópico sobre 10 motivos para estudar a Bíblia (infelizmente não achei o autor para creditá-lo). Embora pudéssemos listar ainda mais motivos, vamos ficar com esses, por hora, para sua reflexão:

1) Estudamos a Bíblia porque queremos conhecer mais e mais a vontade de Deus
“E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos.” (1 João 2:3)

2) Estudamos a Bíblia para andar de uma forma que agrada ao Senhor
“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;”  (2 Timóteo 3:16)

3) Estudamos a Bíblia para crescer na fé
“De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus” (Romanos 10:17)

4) Estudamos a Bíblia para não pecarmos contra Deus
“Guardo no coração a tua palavra, para eu não pecar contra ti” (Salmo 119:11)

5) Estudamos a Bíblia para sermos prósperos
“Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido” (Josué 1:8)

6) Estudamos a Bíblia para aprender a pedir a Deus da forma correta
“Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito” (João 15:7)

7) Estudamos a Bíblia para sermos discípulos de Jesus
“Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos;” (João 8:31)

8 ) Estudamos a Bíblia para sermos livres
“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8:32)

9) Estudamos a Bíblia pra sermos amigos de Deus
“Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando”  (João 15 : 14)

10)Estudamos a Bíblia para ter mais AMOR
“E peço isto: que o vosso amor cresça mais e mais em ciência e em todo o conhecimento” (Filipenses 1:9)

Uma boa semana, na bênção do Senhor!

Análise Bíblica – Estudos Bíblicos Dirigidos

Sejam bem-vindos ao blog Analise Bíblica! Nosso objetivo é realizar um estudo direcionado de livros, pessoas ou temas presentes na Bíblia, trazer para a discussão e, com isso, entender os preceitos e ensinamentos divinos presentes no texto, além de avaliar estes conceitos sob o prisma dos dias atuais e sobre como podemos aplicar tudo isso à nossa vida prática cotidiana.

No mais, aproveitem o conteúdo e, mais uma vez, sejam bem-vindos!