Algumas considerações políticas sobre a posição evangélica ante um possível impeatchment no Brasil

imp0
Após um longo período sem postagens, vejo como inevitável me manifestar a respeito dessa situação política bastante desconfortável pela qual nosso país vem passando. Não queria falar desse assunto, pois estou me isolando de políticos e noticiários estes meses, mas as discussões em redes sociais estão insuportáveis, não por causa de correligionários e militantes dessa ou daquela posição, mas sim pela tamanha ignorância e, por vezes, estupidez com que evangélicos tem se manifestado. Eu gostaria de dizer “alguns evangélicos” ou “evangélicos daquela denominação”, mas não posso, pois são pessoas que conheço pessoalmente, da minha denominação ou de outras, amigos, familiares, irmãos de fé, que trazem à baila formas tão mundanas de manifestação sobre qualquer coisa.

imp3

Como cristão evangélico, gostaria de compartilhar uma opinião, tanto sobre esse tenebroso quadro político quanto sobre as diversas posições constantemente expressas nas redes sociais, mas principalmente sobre o comportamento dos evangélicos nesse momento e mesmo em outras ocasiões.

 

Adianto que não sou militante ou partidário de qualquer posição política. Caso apareçam comentários desse tipo, me dizendo que sou isso ou aquilo, serão simplesmente apagados.

  • Um partido ou uma pessoa não são donos do poder

Dilma Rousseff, Lula ou o Partido dos Trabalhadores (sim, gente, o PT) não são à prova de tudo, não estão acima da lei, muito menos tem direito infinito sobre a direção do país. Nem eles e nem pessoa ou partido nenhum, o que traduz parte do que conhecemos como “democracia”. Na minha opinião, Dilma estar no poder,  uma pessoa que nunca tinha exercido um cargo político por eleição e que deixou óbvio sua inexperiência e falta de tato, chega a parecer que Lula (que, para mim, fez, sim, um bom mandato, especialmente o primeiro) apostou que conseguiria colocar qualquer um no poder com a popularidade dele, e foi justamente o que fez.

 

imp2

Alguns tentam ignorar que PT e PSDB são muito próximos. E parecidos.

 

A propósito, o PSDB não é a solução, muito menos o PMDB ou qualquer partido político. Todos são igualmente corruptos, indignos dos cargos que ocupam e fariam exatamente igual ao PT se estivessem na mesma situação. Não se iludam.

 

  • Impeachment não é “golpe”, é um processo democrático
imp8

Sites e blogs de militantes taxam como “golpistas” qualquer um que expresse opiniões contrárias à situação

Se vai ter impeachment não sei, mas, gostem ou não, é um processo legal, validado pela constituição, que não caracteriza golpe de forma alguma. Os que falam em pegar em armas para defender o governo de ser julgado por um processo constitucional estão fomentando o caos social e, estes sim, deveriam ser contidos. Aliás, a longa falta de alternância do poder, alternância esta que é um dos principais pilares da democracia, é que causa esse tipo de sensação em determinado grupo ou militância, quando é questionado ou pressionado, mesmo que por outro grupo que não seja uma oposição política direta. “Isso não acontece”, você diria, mas por coisa muitíssimo pequena, sempre chegavam postagens mal educadas de detratores me chamando de “golpista”, “meritocrata”, “coxinha”, ou, se a crítica era inversa, “petralha”, “traidor da pátria”, “comunista”, além de outros predicados que prefiro nem comentar. E nem sou um frequentador tão assíduo de Facebook, menos ainda de outras redes.

 

imp7

As redes sociais estão repletas de fotos com manifestos de intolerância de ambos os lados

Algo que pouca gente sabe: a solução mais honrada para Dilma e o PT seria renunciar, juntamente com Michel Temer, ou Dilma renunciar e em seguida Temer, para que novas eleições fossem convocadas. Presidente e vice deveriam admitir que é hora de reorganizar e repensar administrativamente e politicamente seus partidos e propostas de governo, além de que estou plenamente certo que ambos sabem o que é bom para o país, mas a gana pelo poder nunca deixaria algo assim acontecer.

“Ah, mas não dá pra ignorar os milhões que votaram na Dilma”. Sim, mas isso não tem nada a ver com processo em questão. Se as acusações improbidade administrativa foram validadas pelo STF, mesmo que uma porcentagem bem mais alta a tivesse eleito não a isentaria. Até aí, o ex-presidente Fernando Collor de Melo foi eleito com uma porcentagem de votos maior que Dilma e nem por isso refrescaram para ele. Existe diferença?

 

 

  • Um Impeachment tem implicações, e nem sempre são boas
imp1Mesmo que o impeachment aconteça, a situação pode melhorar apenas num primeiro momento, mas é quase certo que a crise vai continuar, talvez até se agravar. Os substitutos imediatos de Dilma são tão sedentos de poder quanto o PT e são talvez até mais inescrupulosos que os petistas. Eles não são a salvação desse país e provavelmente não tem a menor intenção de resolver qualquer crise política ou social. É o poder que eles querem e ficou bem claro, através de infiéis e traidores como Temer e Cunha, que se valeram dos desmandos de Dilma para usá-la como escada para alcançar esse poder, gente que se mostrou como aliada e se revelaram víboras. Não que já não exista isso no governo atual, mas é esse tipo de corja que passaremos a ter como governantes. Vamos trocar “ruim” por “tão ruim quanto”. Não estamos em boas mãos de forma alguma passando para o governo dessas figuras.

Aos olhos internacionais, é a mesma coisa. Se acontecer, provavelmente veremos o Dólar cair de valor  num primeiro momento, mas investidor nenhum se sente seguro aplicando seus dividendos em uma economia cuja política é instável. O Brasil deixou a ditadura a militar a pouco mais de 30 anos e, logo na sua primeira eleição democrática, destituiu o presidente eleito (por sinal, por muito menos do que está em jogo agora). Em termos econômicos e políticos, o Brasil demonstrará ao mundo uma imaturidade que não é atraente a investimentos, imaturidade esta que será imediatamente associada aos diversos processos de corrupção que já estão corriqueiros na imprensa internacional.

 

imp6

Deputados são julgados como “golpistas” ou “traidores” dependendo da posição que assumem perante o processo

Outra coisa que ficou corriqueira é ver pessoas dizendo que o deputado fulano é um “golpista” porque vai votar a favor do impeachment ou que o deputado beltrano é um “traidor” porque vai votar contra. Isso sim, está entre a mais ignorante das manifestações. Não há golpe nem traição, há um processo democrático em andamento, que está de acordo com a constituição.

 

Discorda? Ligue ou mande um e-mail para o deputado em quem votou e exija dele uma explicação. Não lembra em quem votou? Típico. Não votou em ninguém? Se não assume uma postura, é incoerente querer que outros assumam. Ainda achando ruim? Entre em contato com um dos políticos que te deixou chateadinho com a escolha dele. Não quer fazer isso? Então seja conivente calado, ficar ofendendo os outros e falando bobagens em redes sociais não resolve nada e ainda perturba.

  • O comportamento inadequado dos evangélicos nas redes social
Estou falando com irmãos de fé, logo, considerem isso como uma exortação (interprete como “puxão de orelha”, se quiser).
imp5

Causa tristeza o comportamento dos evangélicos, divulgando calúnias para justificar sua posição política

Por favor, evangélicos do Facebook e demais redes sociais: Agora é assim? Soltar bobagens das mais cabeludas se escudando na placa de sua respectiva igreja, dizendo que o Brasil está assim e assado porque a Dilma é macumbeira, porque o Temer é satanista, porque sei lá quem disse isso ou aquilo? Ofender os outros ou levantar falsos testemunhos porque a situação política te desagrada, com postagens patéticas do tipo “Dilma disse que é serva do Capeta”, “Lula falou que vai mandar queimar todas as bíblias do Brasil”, “Aécio sonhou que Deus disse que ele ia ser presidente”, sem gastar uma mísera busca para saber a veracidade ou a fonte de tais “notícias”?

Sério, cadê a Bíblia de vocês? Se ela está aí, por que rasgaram Romanos 13 (pra ficar só em uma referência)? E se não rasgaram, POR QUE NÃO LEEM???? Honestamente, você acha um absurdo quando dizem que “crente é ignorante” no seu perfil ou de forma generalizada? Pois eu tenho uma sugestão pra você: NÃO SE COMPORTE COMO UM IGNORANTE! Cristãos evangélicos que fizeram diferença em suas comunidades, cidades, estados e países não foram aqueles que esconjuravam a pombagira e tranca-rua em cada porta e esquina que passaram, mas sim aqueles que, se manifestando com coerência e orando com confiança e fé no poder de Deus e na graça salvadora de Jesus, oraram intercedendo ao Eterno por seu país, clamando a ele misericórdia, confiando que a resposta certa viria da boca do Senhor. Viraram todos crentes nominais ignorantes?
Com devidas exceções, é vergonhoso como o povo evangélico que está nas redes sociais se manifesta diante dessas circunstâncias e, na verdade, diante de qualquer evento com projeção midiática. Sigam o conselho do apóstolo Paulo: Não se conformem com esse mundo, pratiquem um culto racional, transformem-se pela renovação das suas mentes e pratiquem aquilo que é da vontade Deus, antes de ficarem publicamente dando vazão à ignorância e desrespeito com o próximo.

Transcrevo aqui o texto de Romanos 13:1-7, versão NVI. Conclamo a você, evangélico, que se deu ao trabalho de ler esse texto até aqui, que leia e medite na palavra de Deus antes de se dar ao trabalho de manifestar publicamente qualquer palavra frívola, das quais VOCÊ TERÁ QUE PRESTAR CONTAS DIANTE DE DEUS:

“Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas. Portanto, aquele que se rebela contra a autoridade está se colocando contra o que Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos. Pois os governantes não devem ser temidos, a não ser pelos que praticam o mal. Você quer viver livre do medo da autoridade? Pratique o bem, e ela o enaltecerá. Pois é serva de Deus para o seu bem. Mas se você praticar o mal, tenha medo, pois ela não porta a espada sem motivo. É serva de Deus, agente da justiça para punir quem pratica o mal. Portanto, é necessário que sejamos submissos às autoridades, não apenas por causa da possibilidade de uma punição, mas também por questão de consciência.”
Dentro de algumas horas, o congresso estará votando sobre o impeachment. Ao invés de correr para as redes sociais, ore e clame pela misericórdia de Deus, para que qualquer decisão tomada seja segundo sua santa vontade. Afinal, a oração do justo pode muito em seus efeitos (Tiago 5:16).

imp10

Que Ele tenha misericórdia de nós.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s